Skip links

Atividade Física e Exercício Físico

Existe alguma confusão sobre as diferenças entre atividade física e exercício físico, e tendo isto em conta, o presente texto tem como objetivo responder a algumas questões que possam existir sobre estes temas.

A atividade física é definida como qualquer movimento corporal produzido pelos músculos esqueléticos com gasto de energia acima dos níveis de repouso. Assim, podemos considerar todo o movimento que fazemos no dia-a-dia e inclui as mais variadas atividades como dança, tarefas domésticas ou caminhadas até ao trabalho.

O exercício físico é uma subcategoria de atividade física que é estruturado, planeado, repetitivo e com um propósito definido, como a melhoria ou a manutenção da condição física. No exercício físico, há um plano de treino estruturado elaborado por profissionais de educação física onde existem exercícios específicos, um número de séries e repetições adequados ao objetivo do indivíduo.

Esclarecidas as diferenças conseguimos perceber que atividade física e exercício físico não são sinónimos.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) a inatividade física é considerada como um dos principais fatores de risco para as doenças crónicas não transmissíveis, como sejam a diabetes, a obesidade e a hipertensão arterial. Assim, tendo em conta a relevância desta problemática, a Direção Geral da Saúde (DGS) tem lançado várias campanhas no sentido de promover a atividade física junto da comunidade, de modo a promover um estilo de vida ativo, diminuindo o sedentarismo e os comportamentos sedentários.

Exemplo disso é a campanha “siga o assobio” lançada pela DGS e o Instituto Português do Desporto e da Juventude (IPDJ) com o propósito de inspirar os portugueses a praticar atividade física.

Veja o vídeo aqui #sigaOassobio

No gráfico que se segue podemos ver as recomendações da DGS, no que diz respeito à atividade física, presentes no Programa de Estratégia Nacional para a Promoção de Atividade Física, da Saúde e do Bem-Estar.

Baseado em: DGS-PNPAF

Como podemos ver no gráfico, bastam 30 minutos por dia de atividade física para contribuir com benefícios para a saúde, que podem ser implementados através de estratégias simples como as apresentadas no vídeo anterior.

Procure atividades físicas que lhe proporcionem momentos de prazer, como fazer uma caminhada com amigos ou familiares, passear o cão ou optar por fazer compras na mercearia do bairro, potenciando dessa forma o gosto pela prática regular dessas mesmas atividades.

Adicionalmente, recomenda-se também a prática regular de exercício físico, ou seja, alguma forma de atividade física estruturada. E aqui é necessário ter alguma cautela no início de um treino. É importante lembrar que todas as pessoas têm a sua individualidade biológica, e o que é considerado normal para uns pode ser excessivo para outros. Deve-se, portanto, consultar um médico antes de se iniciar qualquer prática de exercício físico, pois os exames de rotina permitirão que o profissional de saúde possa considerar a pessoa apta para a realização de qualquer uma destas atividades.

O profissional de saúde irá fazer a recomendação da atividade física mais indicada para as patologias e fatores de risco associado a cada pessoa. Devem ainda considerar-se outros temas, tais como o aquecimento antes da atividade física e o retorno à calma, o calçado e o vestuário adequados, a alimentação e a hidratação, de acordo com a idade e condição do indivíduo de modo a que este consiga praticar atividade física de forma informada potenciando os benefícios para a sua saúde.

Existe, portanto, a necessidade de um trabalho coordenado de uma equipa multidisciplinar, como médicos, nutricionistas, profissionais de exercício, entre outros, que disponibilizem orientações para uma correta prática de Atividade Física e/ou Exercício Físico.

Sabia que →

Ao sermos fisicamente ativos usufruímos do maior número possível de anos de vida saudável e livres de doença.

 

 

Sugestão →

Seja menos sedentário, opte pelas escadas em detrimento do elevador, caminhe de um lado para o outro enquanto fala ao telemóvel, estacione o carro um pouco mais longe do local pretendido. Existe uma série de outras estratégias que pode adotar para se tornar mais ativo fisicamente.

André Rosa

André Rosa

Tânia Fernandes

Tânia Fernandes

Bibliografia:

Caspersen, C. J., Powell, K. E., & Christenson, G. M. (1985). Physical activity, exercise, and physical fitness: definitions and distinctions for health-related research. Public health reports, 100(2), 126.

Silva, P., Graça, P., Mata, F., Arriaga, M., & Silva, A. (2016). Estratégia Nacional Para a Promoção da Atividade Física, da Saúde e do Bem-Estar.

Waxman, A. (2004). WHO’s global strategy on diet, physical activity and health: response to a worldwide epidemic of non-communicable diseases. Scandinavian Journal of Nutrition, 48(2), 58-60.

World Health Organization. (2010). Global recommendations on physical activity for health. World Health Organization.